Páginas

terça-feira, 7 de maio de 2013

Recém-nascidos: O que tem que ter em casa?


Acho que a gravidez, assim como os preparativos para o casamento, só acabam quando terminam mesmo, viu? Sempre que você pensa, não falta mais nada... ainda falta!

Eu amo farmácia. Acho mais legal ir à farmácia do que ao shopping. Tem tantos produtinhos e novidades :-)  Com a chegada do seu filhote é preciso ter alguns produtos de higiene e medicamentos em casa para evitar aquelas saídas na madrugada atrás da solução para aquele 'chorinho' incessante.

Cada pediatra irá prescrever itens diferentes, os papais vão escolher de acordo com a necessidade do bebê e o modo particular de criar seus filhos. 

Para dividirmos esse momento (de nenhuma experiência) de preparação para receber o bebê, vamos a lista de necessidades básicas para o cuidado do recém-nascido.

Algodão - Compramos em bolinhas para facilitar o uso e não ficar soltando fiapos. Aqueles em discos, embora bem mais caros, costumam ser muito recomendados por mamães de recém-nascidos. Para quem não pretende usar lenço umedecido, no início, pode comprar bastante.

Cotonete - Não adianta economizar muito. É um produto barato,comprar as hastes flexíveis sem nenhuma qualidade, aquelas que soltam o algodãozinho da ponta, só vai fazer com que você use em quantidade muito maior. Ao final, você não terá economizado nada.

Rinosoro infantil - Escolhemos o Rinosoro para comprar primeiro vamos deixar o Salsep 360 para a próxima. 

Aspirador nasal - Encontramos esse da Nuk, que ouvi ser um dos melhores, no supermercado. Coisa estranha gente, parece o Etvaldo do castelo rá-tim-bum. Nunca que eu ia querer ter um negócio desses em casa, mas uma amiga disse que usou muito, então resolvi deixar por aqui. Tomara que vire um mordedor para o Monet (brincadeira) e eu nunca use isso.

Dermodex Prevent
Bepantol baby
Dersani baby
Cetrilan: creme protetor

Álcool 70% - É indicado para limpar o coto umbilical, fazer a assepsia e higiene de alguns objetos do bebê.

Soro fisiológico - É a mesma coisa do rinosoro e do salsep 360. Nos cães eu uso um litrão, mas para a Lolo a gente comprou esses pequenos. Super baratinho e portátil.

Oléo puro - Esse quem indicou foi minha mãe e não o pediatra. Serve para limpeza das 'crostinhas' e também para massagem.

Sabonete líquido - A pediatra pediu para evitar o uso de sabonete em barras nos primeiros momentos. Eu tenho outras versões em casa, mas o que vem a cabeça quando pensamos em recém-nascido é o tradicional granado, não tem jeito.

Novalgina Infantil (dipirona) 
Tylenol bebê (paracetamol)

Álcool gel - Custa nada deixa as mãos limpinhas para manipular o bebê sem riscos, né?



Nathalisse total essa mania de pomada de assadura. Cada coisa, né? Eu sempre uso pomadas. Para ser sincera em gosto de experimentar uma loção\creme protetor, eles são excelente para proteger e melhorar a pele.


Vou contar para vocês o que eu achei de cada uma delas:


CETRILAN: creme protetor - 40g - R$ 19. É uma pomadona bem densa. Melhor deixar para usar quando a pele já está com assadura. Como prevenção, no dia-a-dia é um pouco gosmenta demais. Precisa lavar com água, sabonete e bastante disposição para sair da pele. Na hora do desconforto provocado pelo ressecamento e ardor da pele é a melhor opção. Alívio imediato!
DERMODEX PREVENT - 45g - R$15. Perfeita para o dia-dia. Não deixa a pele 'úmida' nas dobrinhas. Seca rápido, textura super leve e absorve bem. Sem dúvida a que mais vai ser usada.

DERSANI BABY - 50ml - R$ 15. Aqui o diferencial é a apresentação do produto, não é uma pomada, mas uma loção oleosa infantil. Permite a visualização da pele e é muito fácil de remover. Embalagem super prática. Outro conceito em prevenção de assaduras, vale a pena a experiência. 

BEPANTOL BABY - 30g - R$ 13. Bepantol é a descoberta do século, serve para tudo, só que sinceramente para assaduras é um pouco fraca. Hidrata, recupera, fortalece e 'embeleza' a pele, unhas e cabelos, mas ao sinal de qualquer irritação mais persistente, eu prefiro partir para qualquer uma das descritas acima. O que me deixou descontente com esse produto em relação a assaduras é que não deixa a pele sequinha. Mas, bepantol nunca é demais. Você sempre vai arrumar muitas funções para o tubinho :-) 

Na minha humilde opinião nenhum desses produtos substitui o outro. Cada um deles serve para um tipo de situação. Como os valores são similares, eu prefiro ter um de cada e usar conforme a necessidade. Também não vale muito a pena estocar muitos tubos de um produto, seu bebê pode ter alguma reação alérgica a algum deles ou você perceber que ele vai responder diferente a cada uma das 'pomadinhas'.

Vou esperar acabar essas para experimentar a Hipoglós e a da Weleda. 




Agora dicas para as mamães. Quando fomos ao pediatra, a médica sugeriu que no começo eu não usasse desodorante, talco (cuma?) e perfume. Pois é, mais essa! Esse pós-parto promete ser bem divertido.  Uma querida disse que o leite de magnésia é um ótimo substituto para o desodorante. Vou experimentar e depois volto para contar para vocês se funcionou comigo. Tem pessoas que aplicam diretamente com a mão e outras passam com algodão. Essa 'dica' vem de enfermeiras que estão muito acostumadas a evitar odores desagradáveis em pacientes debilitados. Dizem que é um sucesso, alguém ai já usou para essa finalidade? Usa-se no corpo todo, mas principalmente nas axilas, dobrinhas e região intima.

Para terminar lencinhos removedores de esmalte da Ricca. Eu já vi muitas pessoas usando esmaltes durante procedimentos médicos, a médica anestesista falou que não se deve usar nada, então lá foi para a minha malinha esse práticos e amados lencinhos. Custa pouco, sempre compro nas lojas americanas por R$3. Entre todos os milhares oferecidos no mercado é o melhor custo-benefício. Remove bem, não é muito oleoso e deixa a unha bonita e hidratada. Tenho sempre na bolsa e no carro, mas em casa uso o tradicional: algodão e removedor. Para as mamães de recém-nascido vale a pena evitar o cheiro forte exalando acetona pela casa.





2 comentários:

  1. e o luftal pras colicas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem será... tchan, tchan tchaaaaaaan?

      Bem, meu irmão e eu fomos criados sem remédios para cólicas, mas sei que o luftal e a funchicorea são muitos usados. A pediatra não liberou o uso de nenhum medicamento para cólicas. Nadinha!
      Então, até a segunda ordem vamos usar bolsinhas de água quente, fraldinha morna, banho de balde e massagem...kkk!
      Vamos ver no que dá. Tenho algumas amigas que tiveram filhotes sem nunca terem tido chorinhos por causa de cólicas. Volto para contar a minha vida depois da realidade.

      Excluir

Quer comentar e não sabe como? Escreva no espaço abaixo e selecione "anônimo" na janela de identificação. Não esqueça de escrever seu nome.